Últimas Novidades

Dica de Filme para Treinamento de Vendas 2



Bem interessante para promover um momento agradável, treinar e motivar equipes de vendas, a dica de hoje conta uma grande história real de superação e persistência que nos faz refletir sobre o fato de que muitas vezes temos todos os recursos necessários e nos deixamos abater por pequenas coisas. Mostra a realidade de uma pessoa com limitações físicas que apesar disso, conseguiu a motivação necessária para ir além, para fazer a diferença.  Além disso, trata de um assunto relevante para qualquer empresa, como tratar nossos clientes e transformá-los em nosso fãs.

Filme: De porta em Porta.

Sinopse:

Portland, Oregon, 1955. Apesar de ter nascido com uma paralisia cerebral, que cria limitações na sua fala e movimentos, Bill Porter (William H. Macy) tem todo o apoio da sua mãe para obter um emprego como vendedor na Watkins Company. Bill consegue o emprego, apesar de certa relutância devido às suas limitações, pois teria que ir de porta em porta oferecendo os produtos da companhia. Bill só conseguiu o emprego quando disse para lhe darem a pior rota. Primeiramente Bill é rejeitado pela pessoas "normais", mas ao fazer sua 1ª venda para uma alcóolatra reclusa, Gladys Sullivan (Kathy Baker), ele literalmente não parou mais. Por mais de 40 anos Bill caminhou 16 quilômetros por dia e, para ajudá-lo nesta trajetória, além da sua mãe e Gladys, surgiu Shelly Soomky Brady (Kyra Sedgwick).

Pontos a serem abordados no treinamento:

Persistência – Acima de qualquer mensagem, a persistência do personagem é o melhor da história, a narrativa mostra o quanto vale a pena persistir, acreditar no próprio sonho, e tentar, ainda que todos digam o contrário.

Saber ouvir - Ouvir os clientes para conhecê-los melhor, pois muitas vezes eles não nos dizem claramente sobre suas necessidades, mas se prestarmos atenção no que dizem, podemos buscar novas oportunidades de negócios, afinal ofereceremos produtos e serviços mais adequados.

Relacionamento e fidelização – O filme mostra que não devemos nos preocupar em apenas fazer uma única venda, mas em manter essa relação comercial ao longo do tempo. E como fazer isso? Ligue para o cliente apenas para bater um papo. Passe apenas para dar um “olá”, mesmo sabendo que ele não comprará nada. Deixe a porta sempre aberta. Não seja aquele vendedor que quando seu cliente compra, fica com um grande sorriso e se ele não compra nada, fica emburrado. Quem é que gosta de um ser desse jeito?

Transformar clientes em fãs, é fazer com que eles te indiquem a outras pessoas, é fazer com que você faça parte do seu dia-a-dia, é te transformar em referência para outras pessoas. 

Espero que gostem e que possa ser útil com suas equipes.

Forte abraço!

Luciana Gomes

Nenhum comentário

Deixe aqui sua opinião!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...